Blog » Web Summit

Shell: ’Temos de dar todas as razões para o público confiar e nenhuma para desconfiar’

2018-11-08

Shell: ’Temos de dar todas as razões para o público confiar e nenhuma para desconfiar’

’Confiam em mim?’.
A pergunta logo no arranque da sua intervenção, serviu para devolver a pergunta a uma plateia ligada à tecnologia: ’confio em vocês? Ben van Beurden, presidente da Shell, uma empresa petrolífera, aproveitou a intervenção no Web Summit para falar de confiança.
A Shell já teve problemas, assumiu, nomeadamente em 2004 quando teve de reconhecer que as contas tinham sido manipuladas em particular nos dados que revelavam as reservas que tinham disponíveis. ’A honestidade é muito básica em relação à confiança’, e garantir que as bases estão correctas é necessário: ’pedir desculpa, aprender com isso e reparar os danos’.
Mas acrescentou: ’pode parecer fácil, mas não é.
Ainda estamos a aprender as lições.
Ainda fazemos erros’.  Para o responsável da Shell, para voltar a conquistar a confiança ’temos de reflectir sinceramente sobre o que fazemos.
E pedir desculpa e reparar o dano.
E reflectir mais profundamente o que está errado na cultura da empresa’.Admitiu que a sua indústria foi, em tempos, acusada de falta de humildade e de arrogância, tal como as tecnológicas o são agora.
’Demorou muito tempo a mudar isso’, admitiu. À audiência alertou-os para o facto de que ’terão os vossos desafios éticos.
O comportamento não ético é uma doença, e como tal pode ser tratada e inoculada.
Mas é inaceitável’.No futuro, ’as pessoas vão julgar os nossos comportamentos de hoje’.
E por isso aconselha: ’dar todas as razões para o público confiar e nenhuma razão para desconfiar’, sob pena ’da sociedade nos deixar para trás’.

Voltar